Agendamento prévio das visitas será incentivado para evitar aglomerações   

 

No  sábado dia 21, o Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD) inicia a sua primeira fase de reabertura gradual da visitação. Será permitida a entrada a uma parte dos atrativos acessados pelo município de Lençóis, mediante ao cumprimento de protocolos sanitários (confira a seguir).

Para evitar aglomerações e ajudar no controle do fluxo de visitantes, a partir do sábado, o ICMBio utilizará uma plataforma para agendamento prévio das visitas (https://janoo.com.br/), o que permite identificar quais os atrativos estão sendo mais procurados na data escolhida. De acordo com a analista ambiental, Marcela de Marins, “a colaboração de condutores e visitantes na utilização da plataforma é muito importante para o monitoramento da visitação”.

Atrativos autorizados

Cachoeira do Sossego. Foto: Túlio Saraiva

Estarão abertas para visitação:

Trilha da Cachoeira do Sossego

Ribeirão do Meio

Trilha da Cachoeira do Capivari

Trilha da Cachoeira do Mixila

Trilha da Cachoeira do Palmital

Trilha Pai Inácio-Barro Branco

Demais municípios

O ICMBio vem dialogando com as prefeituras dos seis municípios do entorno do Parque Nacional para definir em que momento e de que forma as trilhas e atrativos serão reabertos, procurando conciliar a estratégia de combate a COVID-19 dos municípios e as demandas de visitação.

Nem todos atrativos do Parque Nacional serão reabertos neste momento, por isso é fundamental se informar sobre quais atrativos podem ser visitados. A gruta do Lapão, por exemplo, é um atrativo que neste momento não será reaberto por ser um ambiente fechado e de grande sensibilidade.

Atrativos fechados

Confira a lista de atrativos acessados por Lençóis que permanecem fechados:

Gruta do Lapão

Trilha Capão-Lençóis

Trilha Lençóis-Cachoeira da Fumaça

Trilha da cachoeira Fundão e 21

Roncador

Segurança sanitária

Para adentrar o Parque Nacional da Chapada Diamantina será obrigatório seguir os protocolos

sanitários a seguir:

Uso de máscara

Grupos de, no máximo, 10 pessoas incluindo o condutor

Manter distanciamento de 2 m de outros visitantes

Higienizar as mãos com álcool em gel 70% em cada parada ou logo após trechos que necessitem utilizar as mãos, como “escalaminhadas”.

Resíduos contaminantes, como máscaras, devem ser embalados e descartados fora do Parque Nacional seguindo as normas municipais.

Além das normas gerais, ainda existem protocolos específicos para condutores de visitantes e para cada trilha. Clique aqui e baixe documento completo com todos os detalhes.

 

Fonte: ICMBIO